quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

*Avesso de Guerrilha*



Amarrando o velho coturno com ares de rei
A cada laçada uma lembrança aguda o envolvia.
No tempo de cinzas talvez fosse ele o motivo...
Motivo do choro da menina humilhada e violentada.

Ancião de uma penosa esperança, ele segue seus dias.
A falta de um afago não se nota mais,
Soube guerrilhar contra seus sentimentos...
Hoje as cartas estão todas queimadas em súbito silêncio.

Pela janela um céu envergonhado de azul,
Campo de combate ao longe e aviões tão perto.
“O velho coturno te faz um rei tristonho, meu filho”,
Repete as palavras estúpidas em timbre enfraquecido.

Orgulho latente em olhos desesperados,
Mas o silêncio o leva pela mão.
Tempo de cinzas, o sinal toca, sente-se preparado.
Piedade contorcida, engolida quente feito saliva...


By Camila Passatuto

34 comentários:

Linkadão disse...

muito interessante o texto, nos leva a refletir, o que é bom!

Rafa disse...

Oi!Vi o endereço do seu Blog em uma Comu do Orkut!
Nossa!Achei muito interessante teus textos..Obrigado por me fazer pensar! =D
Grande abraço.

Rafa disse...

É..do jeito que fiz ali em cima não aparece meu Blog¬¬
Té mais.

**LULARANJA** disse...

nossa seu blog é demais.
vi na comu do orkut.
tá de parabéns seus textos nós fazem refletir.

Marcelo disse...

belo texto

Be disse...

Esse texto me fez pensar xD

Diego Galluzzi disse...

Existem alguns "reis" atuais que vivem de não se lembrarem...tem de viver atrás do medalhão e do sorriso de plástico...e não precisam estar de farda...podemos encontrar em qualquer esquina.

Feliz natal pra vc. Bela construção.

CapinaremosRH@gmail.com (Zanfa) disse...

Bela poesia. ^^

Leandro disse...

Putz, muito bom o texto, gosto de textos assim.
Tem uns la no meu blog, se quiser da uma passada.

Abraço.

Jéssica Torres disse...

Não é a primeira vez que venho aqui e encontro um texto excelente!
Você realmente tem o dom das palavras e de emprega-las de forma mágica!

Vou linkar! [posso?!]

Otávio B. disse...

Meus parabéns pelo seu poema, remeteu velhos sonhos que já tive...Muito bem descrito e arranjado!

Beijos

http://espadadotemplario.blogspot.com/

Leandro Merlllin disse...

Adoro textos assim, meus sinceros parabéns!! Amei mesmo!

Você realmente tem o dom da escrita, de verdade. Adorei tudo o que foi postado até agora, parabéns mesmo! Um poder quase que sobrenatural de nos envolver com elocubrações e nos lançar com criações ímpares. . .

Congratulações!!!

Abração!

http://olhardesaldejack.blogspot.com/

Bernardo Lima disse...

“O velho coturno te faz um rei tristonho, meu filho”

Mt foda esta frase...
talvez uma falsa felicidade o domina...

Bj aí!

blog disse...

Olá, Camila.
Retribuo a gentileza.

Bom 2008.

adeusmundocruel disse...

vi seu end do blog na comu... gostei das suas poesias e também achei interessante os títulos que vc dá a elas... passa lá no meu blog tbm... http://adeusmundocruel.wordpress.com

falow...

Catharine disse...

Muito bons os teus textos, reflexivos !

um Ótimo Blog.

Marcelo disse...

Gostei dos seus textos...ficou bem maneiro!

PArabéns.

Dá uma passadinha no meu blog lá também:

http://odescontrole.blogspot.com/

Abraço!

Leandro disse...

JA comentei aqui, mais é bom ler de novo, bom texto repito.

Lizandra disse...

Otimo o texto,moça...
é bom parar refletir...
mas,pensar enlouquece,pense nisso!
hehehe
té mais...

Na conta! disse...

Já eu adorei a comparação:
Piedade contorcida, engolida quente feito saliva...

Parabéns

CapinaremosRH@gmail.com (Zanfa) disse...

Muito bom, você tem talento. ;D

my utopia disse...

muito bom o texto, parabéns ;*

Duda disse...

Eu não entendi o.O Mas gostei muito das bolinhas do blog =D

;*

Camila Passatuto disse...

eu to precisando comentar no meu proprio blog, pra naum ter surtos rsrsrsrs ai meu pai do céu

Jul!o disse...

Revolução melancolica ou melancolia que causa revoluções?
Alguem pode me responder?

Rob Gordon disse...

Lindo. Lindo e muito bem escrito. Voltarei mais vezes, com certeza!

Net Esportes disse...

muito interessante seus pensamentos, gosto das fotos que escolhe.... elas complementam o texto de forma primordial

Nathy disse...

Já passei por aqui, mas acho que ainda não havia comentado. Gostei muito de suas palavras. Beijos!!!

P. Florindo disse...

Uau! Gostei da poesia! O tempo vai passando e nos tornando mais fortes, a não nos abalarmos com as duras lembranças que tivemos nessa vida.

Carlos Vin disse...

Belo texto, garota
Dá pra notar uma boa sinceridade

Um abraço! E feliz ano novo pra vc!

blog disse...

Autobiográfico, Camila?
Eis a questão: ir em frente ou estagnar-se?
Não seria isso o resumo de qualquer vida?

Bom 2008 para vc.

rato contra a vassoura disse...

ohhhhhhhh
uau....
sem palavras...

na verdade é a angústia de mais um ser humano evoluído tragado pela medíocre hipocrisia pseudo-verdadeira, a razão do caos da nossa era

parabéns linda aura índigo.

mi blog:

http://artepoiesis.blogspot.com/

Chef Buonaboca disse...

Imagens interessantes povoam seu poema. Prossiga.
Se estiveres à-toa, dê uma passada no Céu da Boca. Lá, faço comentários sobre os riscos de se degustar comidas de boteco.

Eduardo disse...

Muito bom show de bola seu blog...