domingo, 4 de janeiro de 2009

*Adeus*


O instante quebrou meus ossos, mãe, dói tanto.
Poetizar agora é tão difícil, está tão varonil isso.
Os dedos atrofiados pela incumbência, e agora?
Acabaram os sonhos e o sangue escorre aqui.

O corpo todo exibe feridas e meu mau cheiro,
A garota sente medo, acabaram os sonhos, aqui.
Em palavras, em insulinas...Dorme a emoção...
O poeta chora, pois agora é tão difícil se drogar.

Mãe, peço para que tranque a porta e os expulse.
O momento é cicatriz, o momento é solidão, mãe.
Deixe as palavras da revolução comigo, eu morro.
O meu sangue é mais vermelho, minha fé azul, azul.

Aos meus filhos: a minha face quebrada, desculpe.
Aos leitores: uma estranha emoção descontente;
Ao meu amor: os livros perdidos da alma de Poe;
À minha vida: as palavras ainda não ditas, amém.


By Camila Passatuto

10 comentários:

Administrador disse...

Mtoh Bom seu blog!

http://totalytmusic.blogspot.com

Kamilla disse...

Seu texto é otmio!!!!
Parabéns!!!!

Daniel Moraes disse...

Confesso que tive que ir no dicionário pra conseguir entender o texto ^^ =P

muito bom seu texto, sério mesmo!

Parabéns...^D

rodamorta disse...

NO.Ossa!
muito bom mesmo

Gabriel disse...

Muito bom o texto e blog, Parabéns!
Si quiser parceria com meu blog por troca de links? É só mi avisar!
Vai lá tem post novo:
http://gabrielnoticiasonline.blogspot.com/

Administrador disse...

Mtoh Bom seu blog!

http://totalytmusic.blogspot.com(2)

Deka disse...

Oi Camila.
Vim retribuir a visita.
Você escreve muito bem, seu blog é área prazerosa e inteligente na web!
Feliz 2009!
Boa semana...

jessi disse...

"Dorme a emoção"
Eu queria uma droga que me desse alegria...
Adorei o poema!

南通棋牌游戏中心 disse...

It seems my language skills need to be strengthened, because I totally can not read your information, but I think this is a good BLOG

Farming Net disse...

I will pass on your article introduced to my other friends, because really good!
Other Net