domingo, 29 de junho de 2008

*O que se fala, o que se passa...(coração de poeta)*


Sei o segredo para conquistar grande platéia,
Tenho que ser ridículo e falar coisas tão simples,
Porém o que há em minha alma: dizeres estranhos,
Frases confusas, pensamentos encarnados, o mal...

Sei o segredo para ser estupidamente feliz,
Tenho que adorar o conformismo e minha família,
Mas quero novas línguas e o deserdar de meu pai.
Desejo uma cínica mudança, sua cínica malicia.

E acabo sempre assim, fazendo o que se pode.
O que se pode ser entendido...
Lido...
Relido...

Quero uma coragem que me transcenda
Quero ser o que apenas sei ser:
Distante, nevoado, calmo, dramático...

Deus, quero esquecer céticos segredos...


Bay Camila Passatuto

26 comentários:

Rosangela disse...

Parabéns pelo poema achei lindo cheio de expectativas, com otimismo e um tom de serenidade. Vale a pena comentar, ótimo trabalho!
http://zanny10narede.blogspot.com

Natália Coelho disse...

Adorei o poema, interessante,com desejos de se rebelar,mas sem ser daquele jeito louco de explodir com todo mundo.
Gostei.

bejo

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

Legal! Curto blogs de literatura, e vc escreve direitinho, apesar de não ser exatamente o estilo que prefiro.

Dário Souza disse...

Nao curto muito poema,mas o seu é bem legal.

Tatiana Camilo disse...

Achei o texto lindo!! Eu também sei de muitos segredos, mas ás vezes me sinto um baú de sete chaves. Quero muito. Quero ser menos tb. Quero entender, quero q as pessoas me entendam. Mas ás vezes é melhor não entender nada.

Parabéns pelo blog
Convido a visitar o meu:
www.espelhomagic.blogspot.com

Bjs

Erica disse...

Lindo poema!Parabéns!!!
Obrigada pela visita ao meu blog.Bjs!

Lucas disse...

Pratico e incrivell adorei suas palavras, tbm acho q vc acabou de ganhar um leitor aciduo do seu blog, vamos lá!! quero beber dos seus sentimentos e idéias ^^

Karla Hack disse...

Segredos....
... os meus ultimamente só tem me causado dor...
;P

belo poema!

bjus

Ricardo Jung disse...

ser ou não ser, já dizia o mestre...

o não ser já é, e o ser perde em si toda a essência do existir: o aprender e o buscar, eu acho...


ou não

http://artepoiesis.blogspot.com/

Thais disse...

muito bom o poema
gostei muito do 2ª parágrafo
um abraço e comente lá no meu blog
http://thaischagass.blogspot.com/

LUCAS DE OLIVEIRA disse...

bravo! bravo!

muito lindo seu poema, hein?


parabens pelo blog!

abçs

Lucas de Oliveira

Lidianne Andrade disse...

lindo o poema, as fotos o blog...tudo!

Euzer Lopes disse...

Desejo de viver.
Pura e simplesmente.
Por mais insano que seja, é o mais sensato a querer.

greatdj disse...

Parece que quanto mais ridículo mais sucesso faz....
Quando se é tão confuso assim, parece até que pode esqueçer e tem de voltar a ser "burro"

Edu França disse...

Nega, deixa eu te dizer uma coisa: a simplicidade é um conquista, pensar de forma eficiente e simples é sinal de inteligência e se expressar assim tbm é sinal de genialidade. Não negue seu pai, nem suas tradição em nome de ser diferente, no fundo, no fundo todos somos originais e banais e não há pessoas especias... somos todos cadáveres adiados, antes de negar ao tal estabelecido, compreenda e depois me diga se ainda tem vontade de negar. ------------ Seja simples e humilde!!!!

Hugo Henrique disse...

Mais do que lindo. Genial!
SerInN, Eu gOstei mesMo, dei uma lida em outros e tbm gosteI!
ótimo blog! Se sabe escrever bem.

Posso adicionar seu blog entre os meus favoritos? *.*

Hugo Henrique disse...

Mais do que lindo. Genial!
SerInN, Eu gOstei mesMo, dei uma lida em outros e tbm gosteI!
ótimo blog! Se sabe escrever bem.

Posso adicionar seu blog entre os meus favoritos? *.*

Elton D'Souza disse...

Sinto no poema a vontade da espontaneidade. Deixar de lado velhas máximas.

Bia Nascimento disse...

bonitas palavras e fotografias aqui!!

Franco disse...

Poema singelo e muito belo . Parabéns pela poesia e pelo site , continue assim .

Fran disse...

Nossa, identificação total.
Gostei muito, Camila! Parabéns!

Aliás, gostei do teu jeito de escrever. Super simples, mas com uma amplitude enorme. ^^

Se quiser me visitar, será bem vinda!

^^

Danilo disse...

A grane qualidade do artista é conseguir falar sobre sí, e assim se tornar universal. Esse poema tem isso.

南通棋牌游戏中心 disse...

Very rich and interesting articles, good BLOG!

Farming Net disse...

Although we have differences in culture, but do not want is that this view is the same and I like that!
nylon fishing net

Victor T. disse...

Ah! Gostei muito desse. Saber o que se deve fazer e não ter forças pra fazer ou se sentir ridículo fazendo...

João disse...

"E acabo sempre assim, fazendo o que se pode. O que se pode ser entendido...
Lido...
Relido..."

Muito belo estes versos. Com consciência. Poesia é consciência, é ideia também... você sabe muito bem disso. Parabéns.